Construção Civil deve demandar cursos de formação de mão de obra, diz Mauro Borges

???????????????????????Crédito da foto: Studio F Imagem/Divulgação Feicon.

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, propôs na terça-feira (18 de março), em São Paulo, que os setores ligados à construção civil indiquem as áreas onde ocorrem carências de mão de obra para o Conselho de Competitividade do Plano Brasil Maior. “Há 500 mil vagas para a formação profissional no Pronatec”, disse Borges. A proposta foi feita na abertura da 20ª Feira Internacional da Indústria da Construção (Feicon Batimat), que se realizou no Pavilhão Anhembi. Antes, o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, Paulo Simão, citou a falta de qualificação dos trabalhadores como um dos entraves da indústria.

A construção civil representa 10% do Produto Interno Bruto (PIB), cerca de US$ 400 bilhões, e emprega 10 milhões de pessoas. Em 2013, registrou um crescimento de 3% e, para este ano, a estimativa é de alta de até 7%.  O ministro Mauro Borges fez uma retrospectiva das consequências que as crises tiveram sobre o Brasil antes da de 2008. As crises começavam com um ataque especulativo sobre a moeda nacional, o que levava as autoridades locais a aumentarem as taxas de juros. As altas taxas de juros acabavam tendo um impacto significativo na política fiscal e na inflação, muitas vezes até inviabilizando o equilíbrio das contas públicas.  Segundo o ministro, a crise de 2008 atingiu o Brasil de forma diferente. “De 2008 para cá, nada disso aconteceu”, destacou. “Não houve crise fiscal nem descontrole inflacionário”.

O ministro lembrou a importância de programas como o Minha Casa Minha Vida e o PAC Mobilidade para a construção civil e elogiou a parceria entre os governos federal, estadual e municipal na realização de vários projetos na área social e de infraestrutura.

Esse foi apenas um dos diversos temas tratados durante a feira. Além de palestras e debates, a Feicon reuniu renomadas empresas nacionais e estrangeiras de todos os ramos da construção civil – da indústria até produtos de decoração. A Policenter participou do evento, ao lado da Nuova Mondial MEC, destacando as máquinas portáteis para corte de mármores, granitos e outras pedras decorativas.

 

 

» Referência: Assessoria de Comunicação Social do MDIC

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s